quarta-feira, 30 de maio de 2007

I Don't Love You (Tradução) - My Chemical Romance

Quando você partir
Não pense que vou tentar fazê-la ficar
E talvez quando você voltar
Eu terei saido para encontrar outro caminho

Afinal, depois de todo esse tempo que me tomou,
Você ainda é essa inútil que eu nem conheço
Então pegue suas luvas e vá embora
É melhor ir embora
Enquanto você pode

Quando você partir
Você deveria ainda sim voltar para dizer
"Eu não te amo
Como amava ontem"

Às vezes eu choro tanto por implorar
Tão doente e cansado dessa violência desnecessária
Mas, meu amor, quando te derrubarem
No chão e te jogarem pra fora
É lá que você deve ficar

Afinal, depois de todo o sangue que me tomou,
Um dólar a mais é só outro golpe.
Então dê um jeito em seus olhos e levante-se
É melhor se levantar
Enquanto você pode

Quando você partir
Você sequer vai se virar para dizer
"Eu não te amo
Como amava ontem"

Ora, vamos lá, vamos lá

Quando você partir
Você deveria ter coragem pra dizer
"Eu não te amo
Como eu amei ontem"

"Eu não te amo
Como eu amei ontem"

"Eu não te amo
Como eu amei ontem"

terça-feira, 29 de maio de 2007

E se alguém lhe oferecer flores...


... é porque é totalmente doido :D

Hoje de manhã cheguei à empresa e disseram-me que tinha uma caixa na portaria para mim. Fui ver... uma caixa com uma fita vermelha que dizia Flores.pt e uma carta :)

3 rosas vermelhas, lindissímas!! Adorei, obrigada!!
Não estava nada à espera.. agradeço-te o gesto. És totalmente louco!

Os meus colegas de trabalho é que se têm fartado de "gozar o prato" hehehe

Mais uma vez obrigada. Gostei muito.
Beijos com carinho.

segunda-feira, 28 de maio de 2007

Leva-me Contigo...

Olho para tudo e tudo me faz chorar
Deixas-me mudo ja não posso mais falar
Sei que estás confusa mas isso é normal
Para mim és uma musa, alguém muito especial
Já não te vejo à um dia, para mim pareceu-me um mês
Já te disse o que sentia agora é a tua vez
Deixa-me voar, quero sair daqui, quero estar noutro lugar
Queria ter-te só a ti

Em ti estou seguro, onde daqui nao vou sair
Nem que atravesse o muro com o risco de cair
Não me largues mais, eu não te quero perder
Tens de voltar ao cais, que eu sem ti não sei viver
Já senti a planitude, não importa o que tinha feito
Eras a minha virtude, nunca foste o meu defeito
Digo-te o que sinto não pareces entender
É verdade eu não minto tenho mesmo que te ver

Leva-me contigo na palma da tua mão
Que eu já não consigo pisar mais este chão
Leva-me para longe, que eu não consigo andar
Quero estar contigo, o teu mundo é o meu lugar
Acabaram-se as palavras que saiam de ti
Estivesses onde estavas eu sentia-te em mim
Abraça-me uma vez e outra a seguir
Abraços ja são três, já te estou a sentir

Não te quero enganar, sentia-me tão bem
Quero-te olhar, eu sem ti não sou ninguém
Podes prender-me em ti, podes voltar a gostar
Diz-me o que é que fiz, que eu tento mudar
Não suporto ver-te assim sentes-te culpada
Ponho a culpa em mim acho que foste pressionada
Tenta perceber, não te sintas mal
Tenho que dizer que tudo em ti é especial
Uma página rasgada e arrancada pelo vento
Não penso em mais nada, não me sais do pensamento
Estás em todo lado, nas paredes e no mar
Não quero ficar parado, não te quero largar
Passa a noite e o dia, sem que os sinta passar
Tudo o que eu queria, era o tempo a parar
Ficava sozinho, talvez a pensar demais
Mas talvez é um caminho para atingir os meus ideais


Duarte Rosado

As parvoíces da blue

Hoje vou denegrir a imagem da blue.. pois, a minha... é que aqui a bluezita também tem uma grande parte de tóto!!

Lembro-me assim de repente de algumas histórias, que de facto ponho-me a pensar... "Mas que gaja atrofiadita". Claro que a única coisa a fazer é rir-me da minha figura triste e tentar não repetir a palhaçada...

Este episódio passou-se quando andava na univ, ali para os lados de Tomar.

Tinha um grupo de colegas e amigos que nos tempos livres se juntavam para ir para os copos (a grande maioria do tempo), mas de vez em quando iamos também fazer cenas ao ar livre (coisa mais rara).

Numa dessas vezes, decidiram ir fazer rapel para uma pequena escarpa. Eu ficava sempre a ver pois nunca fui muito dada a esse tipo de desportos radicais. Mas nesse dia eles estavam a insistir para eu experimentar. Após me "lixarem" completamente a cabeça e de dizerem mais de 1000 vezes que não havia problema nenhum pois faziam a segurança e tal, lá fui experimentar.

Explicaram-me como é que devia fazer, equiparam-me e lá fui eu.. Claro que só podia correr mal...

Comecei a descida muito desajeitadamente, e a certa altura o corpo começa a tombar para um lado... tentei endireitar-me e lá tombei para o outro lado. Bem... parecia um pêndulo..
Escusado será dizer que os meus colegas fartaram-se de me gozar e após muitas batidas de um lado e de outro lá consegui chegar ao chão!

Como não fui suficientemente gozada, os meus colegas disseram para eu experimentar mais uma vez.
- "Não foi assim tão mau Rute, vais ver que a próxima corre melhor!"

Pois sim... Lá fui de novo e dessa vez era ouvi-los a incentivarem-me:

- "Isso, estás a ir muito bem! Agora flecte as pernas e dá pulinhos"

- "Vá, é isso, dá um pouco mais de corda"

- "Sim, isso, continua... inclina-te um pouco mais para trás.. isso... epá, tanto não... Rute, já chega.. Segura a corda, trava... Cuidado..."

Tradução... aqui a blue, tanto se inclinou que virou-se de pernas para o ar!!! Isso mesmo... parece impossível não é? Mas não.. é possível.. só comigo, mas possível!
Então era eu com as costas encostadas à escarpa, de pernas para o ar, de cabeça para baixo, a rir e completamente enervada. Os meus colegas riam ás gargalhadas, tanto os que estavam na parte de cima da escarpa, como os que estavam em baixo a fazer segurança.

Eu só gritava "Tirem-me daqui!!"
Os meus colegas diziam "Óh Rute, como é que conseguiste fazer isso? ahahah. Mas nós não te conseguimos ir buscar ahahah.. faz força nas pernas e tenta elevar-te. Vá tu consegues ahahah, ahahaha. Força, vá! "

Não sei como, lá consegui voltar a posição normal e pôr os pés em terra firme!
Escusado será dizer que rapel nunca mais!!

quinta-feira, 24 de maio de 2007

Amo-te como amigo e como amante

"Amo-te tanto, meu amor… não cante
O humano coração com mais verdade…
Amo-te como amigo e como amante
Numa sempre diversa realidade

Amo-te afim, de um calmo amor prestante,
E te amo além, presente na saudade.
Amo-te, enfim, com grande liberdade
Dentro da eternidade e a cada instante.

Amo-te como um bicho, simplesmente,
De um amor sem mistério e sem virtude
Com um desejo maciço e permanente.

E de te amar assim muito e a miúde,
É que um dia em teu corpo de repente
Hei de morrer de amar mais do que pude."

Soneto Do Amor Total
Vinicius de Moraes

quarta-feira, 23 de maio de 2007

Eminem vs. Punjabi Mc



"If you had, one shot, or one opportunity
To seize everything you ever wanted-One moment
Would you capture it, or just let it slip?"

Sem msn durante 1 semana

Como não quero que se fique a pensar que bloqueei alguém no messenger, por estar sempre offline, quero deixar claro que não tem nada a ver com isso.

Apenas alguém me disse que eu era uma viciada no msn, e que não era capaz de estar uma semana sem ficar online no dito!

Já estamos na 4ª feira e continuo desde domingo sem estar online (mas está a custar à brava...) Ainda falta 5ª, 6ª e Sábado... Mas eu não sou viciada, portanto... nem estou a contar os minutos nem nada para chegar a domingo lool

Até lá... vou-me vingando aqui no blog e no Netlog hehehe
(Ele só falou no msn e em estar online) :D

terça-feira, 22 de maio de 2007

Frases ditas...

"A vida mede-se pela intensidade..
não pelo movimento do relógio."
(G. MacDonald)

MacDonald concordo contigo a 100%!!
Vivam intensa e apaixonadamente todos os minutinhos desta nossa curta vida ;)

sábado, 19 de maio de 2007

sexta-feira, 18 de maio de 2007

Quinta da Regaleira

No domingo, dia 13 fomos até à Quinta da Regaleira, ali para os lados de Sintra.

Falando um pouco de cultura e tal, a história da Quinta começa por volta do ano 1892 quando Carvalho Monteiro, conhecido como Monteiro dos Milhões por ser herdeiro de uma grande fortuna familiar derivada do monopólio do comércio de café e pedras preciosas, decide comprar a dita Quinta por 25 contos de réis! Uma verdadeira pechincha!!

O Monteiro dos Milhões que não sabia o que fazer a tanto dinheiro, decide escolher o arquitecto italiano Luigi Manini para elaborar a concepção da Regaleira. Basicamente, o Monteiro dos Milhões queria gastar dinheiro e o Manini explorou ao máximo essa vontade!

É um sítio de facto muito bonito e onde se passa uma tarde fantástica.

Óh pra mim à varanda!! Até que não fiquei mal :D Isso deve-se apenas ao excelente empenho e muito boa qualidade do fotógrafo... ai, queria dizer da máquina fotográfica (que cabeça a minha)!!

Um dos sítios onde não fomos :((

Existem várias passagens internas, mas completamente ás escuras. Não levámos lanterna, por isso a visita a algumas grutas fica adiada para uma próxima vez, certo querido fotógrafo? :p

A Quinta tem uma variedade imensa de estilos, sendo a mais representativa a arte Gótica. Mas são evidentes os traços manuelinos, passando pelos símbolos esotéricos relacionados com a maçonaria e também a influência dos Templários. Exemplo desta última é a cruz templária no fundo do Poço Iniciático.

De 15 em 15 degraus, descem-se os 9 patamares deste poço feito em espiral até ás profundezas da terra. Estes 9 patamares são alusivos aos 9 círculos do inferno, ás 9 secções do purgatório e aos 9 céus do paraíso, que Dante consagrou na Divina Comédia.

Há ainda um outro poço, denominado Poço Imperfeito. Não é tão elaborado como o poço iniciático, mas é igualmente curioso.


Ao longo da visita à Quinta, deparamo-nos com lagos, fontes, torres, terraços, grutas, capelas e finalmente o palácio da quinta.

O estilo manuelino está presente na fachada do palácio, onde se destacam os nós, cordas, laçadas e frisos. Por outro lado, a arte gótica é representada pela sucessão de capitéis, gárgulas e pináculos ogivais.



Sem dúvida alguma, recomendo vivamente uma visita à Quinta da Regaleira, não esquecendo as lanternas e os ténis!!

Do palácio da Quinta avistam-se o Palácio da Pena e o Castelo dos Mouros.
Querido amigo fotógrafo, próxima paragem... Palácio da Pena?


quarta-feira, 16 de maio de 2007

Storm




Reformularia o titulo da música para Heartstorm... triste.. muito triste

terça-feira, 15 de maio de 2007

Procuro..

Procuro e procuro
Conheço uma pessoa, cem pessoas, mil pessoas...
És tu quem procuro?
Sim.. parece-me que sim.. acho que sim...
Espera.. não.
Afinal não és....
Onde estás? Não te vejo...
Procuro e procuro
Não te encontro...
E quanto mais procuro
Mais distante te sinto...

Semana Académica de Lisboa

Na 6ª feira passada, dia 11, fui ver as vistas até ao passeio marítimo de algés, onde me fui misturar com os pitos e pitas da faculdade hehehe. Isto tudo para ver os Xutos & Pontapés!
Ás 21h, hora marcada para início do concerto, estava eu na Fnac do colombo a comprar os bilhetes... além de 1 euro de comissão de loja, ainda acrescia mais 2 euros por bilhete por ser comprado no próprio dia, ou seja, um bilhete k supostamente seria 10 euros passou de repente para 13... chulos!!! lol

Eu e a Patyzinha, lá fomos até Algés, estacionámos o carro e entrámos no recinto, ainda não tinha começado nada e eram 22h30.
Pelas 23h, começam os Oioai.. até que não foram mauzitos, ouviam-se muito bem. Eu é que não conhecia nem uma...

A qualidade das fotos é que não é a melhor, pois foram tiradas com o telemóvel.

No intervalo entre os Oioai e os Tara Perdida, lembrei-me de um post da Gaja Boa 2, sobre as pitas andarem todas de chupa chups na boca... Gaja Boa 2, se me estás a ler... cá por baixo, as pitas não fazem isso!! Pelo menos lá, não vi nem uma gaja de chupa na boca... isso deve ser uma moda tripeira com certeza :p hehehe

Os Tara Perdida foram bons, gostei! Já tinha ouvido algumas, gostei e o público também.
Só não achei foi grande piada na parte final quando se criou uma roda para o "moche", pois além de ser incómodo levar com uma data de gajos suados e em tronco nú em cima todos de uma vez, também não tinha levado botas da tropa ou de biqueira de aço :D Assim, mantive-me bem afastada desse círculo.

No intervalo entre os Tara e os Xutos (grande intervalo, por sinal) aproveitámos para ir ao pão com chouriço!

Os Xutos foram muito bons e a vinda até casa decorreu com tranquilidade, tirando os pézinhos que já estavam em carne viva!!!

Muito resumidamente... boa festa, bom pão com chouriço, boa cerveja, bons bombeiros (estou a lembrar-me aqui de um que lá andava muitooooo bom... rapaz, claro) loool

Agora juventude... menos quantidade de bebida nesse corpito e mais juizo nessa cabecita, hein? É que passaram uns quantos para o posto socorro que já não iam nada em bom estado...

quinta-feira, 10 de maio de 2007

Eu gostava, ai como eu gostava...


Eu sei, eu sei... isto é um blog sério e tal... Mas não resisti...
Enviaram-me um mail com este pensamento e pensei... "Epá, facilitava...!!"
De qualquer forma, o sabor não tinha que ser necessáriamente a chocolate, também podia ser a chantilly, ou caramelo ou batata frita :D
Acredito que muitas meninas que dizem actualmente "Ai, não gosto e tal", "Não consigo, faz-me vomitos", "Que é que eu faço com isto?" etc etc iriam mudar muito rápido de opinião...

Calling You




There's something I can't quite explain
I'm so in love with you
You'll never take that away
And if I've said it a hundred times before
Expect a thousand more
You'll never take that away

So expect me to be
Calling you to see
If you're okay when I'm not around
Asking "if you love me"
I love the way you make it sound
Calling you to see
Do I try too hard to make you smile?
To make us smile

I will keep calling you to see
If you're sleeping, are you dreaming
If you're dreaming, are you dreaming of me
I can't believe you actually picked me

I thought that the world had lost it's way
It's so hard sometimes
Then I fell in love with you
Then came you
And you took that away
It's not so difficult
The world is not so difficult
You take away the old
Show me the new
And I feel like I can fly when I stand next to you
So while I'm on this phone
A hundred miles from home
I'll take the words you gave me and send them back to you

I only want to see
If you're okay when I'm not around
Asking "if you love me"
I love the way you make it sound
Calling you to see
Do I try too hard to make you smile?
To make us smile

Oeiras Alive 2007


Eu vou!!! E tu?

terça-feira, 8 de maio de 2007

Só para ti...

Podes não estar comigo por completo...
... mas actualmente és quem me completa.

segunda-feira, 7 de maio de 2007

Breaking Benjamin - "The Diary of Jane"



"If I had to
I would put myself right beside you
So let me ask
Would you like that?
Would you like that?

And I don't mind
If you say this love is the last time
So now I'll ask
Do you like that?
Do you like that?

No!

Something's getting in the way
Something's just about to break
I will try to find my place in the diary of Jane
So tell me how it should be

Try to find out what makes you tick
As I lie down
Sore and sick
Do you like that?
Do you like that?

There's a fine line between love and hate
And I don't mind
Just let me say that I like that
I like that

Something's getting in the way
Something's just about to break
I will try to find my place in the diary of Jane
As I burn another page
As I look the other way
I still try to find my place in the diary of Jane
So tell me how it should be

Desperate, I will crawl
Waiting for so long
No love, there is no love
Die for anyone
What have I become

Something's getting in the way
Something's just about to break
I will try to find my place in the diary of Jane
As I burn another page
As I look the other way
I still try to find my place
In the diary of Jane"

Mais uma... grande som!

The Reason



"I'm not a perfect person
There's many things I wish I didn't do
But I continue learning
I never meant to do those things to you
And so I have to say before I go
That I just want you to know

I've found a reason for me
To change who I used to be
A reason to start over new
and the reason is you

I'm sorry that I hurt you
It's something I must live with everyday
And all the pain I put you through
I wish that I could take it all away
And be the one who catches all your tears
That's why I need you to hear

I've found a reason for me
To change who I used to be
A reason to start over new
and the reason is you (x4)

I'm not a perfect person
I never meant to do those things to you
And so I have to say before I go
That I just want you to know

I've found a reason for me
To change who I used to be
A reason to start over new
and the reason is you

I've found a reason to show
A side of me you didn't know
A reason for all that I do
And the reason is you"


I'm not a perfect person... but I continue learning...

domingo, 6 de maio de 2007

Ri muito...

Hoje, além de ser o Dia da Mãe, é também o Dia Mundial do Riso.

Por isso, riam muito não só hoje, como todos os dias... rir é uma das melhores coisas que há. Eu adoro sorrir e rir ás gargalhadas, faz muito bem!!

Dizem que "Muito riso, pouco siso" e eu digo... "E depois?? Maluca, mas feliz" :D



sábado, 5 de maio de 2007

Uma manhã da blue..

Ponho o despertador para as 6h45, mas só me consigo levantar da cama ás 7h..

Vou até ao wc para tomar um banho. Meto-me na banheira, ponho o shampoo, passo por água, depois o amaciador e o gel de banho e, eis que de repente, o B começa a chorar, porque entretanto acordou... e eu toda ensaboada...

Tenho 2 hipóteses:
1- Saio assim, toda ensaboada, enrolo-me na toalha e vou ter com ele ao quarto.
2 - Lavo-me à pressa, saio da banheira, enrolo-me na toalha e vou ter com ele, que por essa altura já acordou todos os vizinhos com a choradeira e gritaria!

Opto normalmente pela 2ª! Por uma questão muito simples.. o procedimento seguinte desenrola-se de uma forma quase automática e só teria tempo de tirar o sabão do corpo uma boa meia hora depois...

Vou até ao quarto dele, a escorrer água e tento acalmá-lo... resulta e digo "A mamã já vem, vou buscar o leitinho."... novo berreiro...

2 hipóteses:
1 - Vou aquecer o leite e deixo-o a chorar.
2 - Pego nele ao colo e vou até à cozinha.

Neste caso também opto pela 2ª pois uma coisa é acordar os vizinhos, outra é eles virem bater-me à porta!!

Pego nele ao colo, com os seus 13,5 kg e com a mão livre abro o frigorífico para tirar o leite, coloco-o na bancada. Depois agarro no biberon e pouso-o também na bancada. Depois é só agarrar no leite e fazer pontaria para o biberon.. Com o treino já não entorno leite nenhum, a não ser quando o B se mexe muito :)

Meto o biberon no micro-ondas, espero uns segundos e já está.
Vou até à sala, pouso o biberon na mesa, agarro no comando da tv e ligo o 2º canal. Sento-o no sofá, dou-lhe o biberon e vou rapidamente tentar arranjar-me para sair de casa.

Escolho a roupa que eu e o B vamos vestir e vou até ao wc para me arranjar. Entretanto o B acaba de beber o leite e não tarda a estar ao pé de mim a pedir para eu pôr o dvd do Noddy ou do Ruca... Largo o que estiver a fazer e vou colocar o bendito dvd... Ponho o Ruca.

Comentário do B "Não!!"
Pergunto eu "Então queres qual? Este ou este?"
Resposta "Este"
Lá troco o dvd e com isto são umas 8h da manhã..

Visto-me e começo na fase dos cremes, rimel, eyeliner, etc etc... Aparece o B.. em 10 minutos fartou-se do dvd.

Vem abrir a água para se molhar todo, ou pedir a escova de dentes e a pasta para espalhar pela casa, ou desenrolar o rolo todo de papel higiénico, ou puxar vezes sem conta o autoclismo, enfim.. brincadeiras não faltam numa casa de banho! Por entre ralhetes e malabarismos para acabar as pinturas, lá saio do wc.

Vem a parte de tratar dele. Vou buscar uma fralda, os toalhetes, a pomada para o rabinho, a roupa, meias e sapatos. Enquanto ele vê os desenhos animados eu tento vesti-lo o mais rapidamente possível... é mais ou menos como tentar vestir um polvo vivo hehehe

Depois de vestido e penteado, vou arranjar o saco de viagem dele, onde deve sempre constar, água, uma fralda de pano, fraldas descartáveis, toalhetes, pomada, 1 babete, uma caixinha de bolachas e ás vezes um pacote de sumo compal.

Quando estou quase a sair de casa... "B, fizeste cocó??"
Lá vou eu buscar outra fralda, toalhetes e pomada... baixar calças, trocar fralda, subir calças..
"Vá B, vamos embora à rua."
Resposta "Não!!"
Começa uma birra daquelas de se deitar no chão... olho para o relógio... 9h15
"B, temos que ir embora!!"
Agarro na minha mala, na mala dele, no meu casaco, no casaco dele, pego nele ao colo a espernear e saio porta fora.

Sento-o na cadeira do carro, já ele se acalmou e sigo viagem até Lisboa... 40 longos quilómetros que até se fazem bem sem trânsito, nem acidentes. Mas a 2ª circular é tramada e há quase sempre fila..

O B já está bastante habituado e acho até que gosta de andar de carro, mas também tem dias... e há dias (poucos felizmente) em que vai grande parte da viagem a chorar e a fazer birra. Lá lhe vou dando um livro para ver, ou ponho um cd de música.

Chego ao infantário, sem trânsito, pelas 10h e quando regresso ao carro sozinha, já vou com saudades dele...

E com este grande post, descrevi uma das minhas manhãs... e talvez a de várias mães solteiras e sozinhas que há por esse mundo fora...

Admiro todas as mães solteiras, mas admiro ainda mais as que têm de lidar sozinhas com essa situação no dia-a-dia, pois não é nada fácil.

Mas claro, todos os momentos menos bons são recompensados pelos sorrisos e carinhos daqueles pequenotes :D

sexta-feira, 4 de maio de 2007

Amante

"Porque me fez humilhante
é a pobreza que mal-digo,
Sonhando ser teu amante
sou apenas teu mendigo.

Este amor é febre ardente
pr’o qual teus olhos são,
Miragens de água corrente
onde eu bebo uma ilusão.

Mas a ilusão que perdura
equivale á realidade,
Bendita seja a loucura
que assombra triste verdade.

Porque esta ideia humilhante
sempre, sempre anda comigo,
Sonhando ser teu amante
sou apenas teu mendigo."



Este poema é de um amigo de longa data, do querido padrenaut@!

É um poema muito bonito e identifico-me muito com ele, pois já fui amante.... e também já fui mendiga... e muitas vezes ainda sou...

quarta-feira, 2 de maio de 2007

Fim de Semana pelo Algarve

Seguindo o lema de "Vá para fora cá dentro", lá fui até ao Algarve de 27 a 29 de Abril.
Um fim de semana para mais tarde recordar, com um sorriso nos lábios :D

E aqui ficam umas fotos...



Esta foi em Albufeira e deu para ir á praia!

Primeiro dia do ano em bikini looool e para mostrar o piercing, claro!






No domingo, almoçámos em Lagos, essa bela localidade!







Um pulinho até Sagres. Daqueles só para tirar a fotografia :)












Não me consigo lembrar o nome deste sítio...

É algures na costa, entre Sagres e a Zambujeira do Mar... por uma estrada muito mázinha!!
Mas com uma paisagem fantástica.







Paragem para abastecer...

Mas que bela foto que me tiraram...
Só ao ver a foto em casa é que reparei nos mirones da carrinha a cumprimentarem o meu rabo! hehehe







Última paragem.. 1000 Fontes, para fazer um xixizinho e comer um gelado!


Goodbye e até breve!!

terça-feira, 1 de maio de 2007

The Scientist - Coldplay



"Come up to meet you, tell you I'm sorry
You don't know how lovely you are

I had to find you
Tell you I need you
Tell you I set you apart

Tell me your secrets
And ask me your questions
Oh let's go back to the start

Running in circles
Coming up tails
Heads on a silence apart

Nobody said it was easy
It's such a shame for us to part
Nobody said it was easy
No one ever said it would be this hard

Oh take me back to the start

I was just guessing
At numbers and figures
Pulling your puzzles apart

Questions of science
Science and progress
Do not speak as loud as my heart

Tell me you love me
Come back and haunt me
Oh and I rush to the start

Running in circles
Chasing our tails
Coming back as we are

Nobody said it was easy
Oh it's such a shame for us to part
Nobody said it was easy
No one ever said it would be so hard

I'm going back to the start"



Além de ser a minha música de eleição, significou muito num determinado período da minha vida...

Nobody said it was easy
No one ever said it would be this hard